Total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de março de 2012

Centro Beneficente de Estudos Indígenas TERREIRO DO JUREMÁ

Em breve estarão ocorrendo atividades cultuais e culturais no TERREIRO DO JUREMÁ, localizado no bairro Jardim Lola - antiga Aldeia Velha - na rua Cristo Rei, n° 18, município de São Gonçalo do Amarante.

As atividades a princípio propostas pelo citado centro beneficente, serão:

- Estudos de Tupi Antigo e Tupi Moderno;
- Oficinas de Artesanato caboclo;
- Palestras sobre história, espiritualidade e demais elementos da cultura indígena e afro ameríndia;
- Organização de biblioteca;
- Realização de preces (ajuda espiritual) e rituais nas linhas do Toré, Pajelança e Catimbó Jurema - em honra aos Encantados, aos Mestres, às Mestras e aos demais ancestrais de memória venerável.

A limpeza do terreno em que funcionará o Terreiro do Juremá já está quase toda realizada. Em breve, com a Graça do Bom Deus, estaremos realizando cerca de dois encontros por mês. Em determinados eventos será pedido um quilo de alimento não perecível, como "senha". A alimentação recolhida será doada para uma ou mais famílias do bairro.

2 comentários:

  1. É ISSO AI BRAVOS GUERREIROS,OS NOSSOS ANCESTRAIS NOS DEIXOU UMA HERANÇA QUE OS BRANCOS NUNCA IRÃO ENTENDER, A NOSSA CULTURA E OS NOSSOS CONSTUMES, NUNCA ERA DESSAPAREÇER ENQUANTO O NOSSO SANGUE E OS NOSSOS ENCANTADOS ESTIVER EM NOSSAS MEMORIAS E EM NOSSAS VIDA, VIVA A JUREMA SAGRADA, JUNCO EO JUNCAR, VIVA A NOSSA DINVIDADE, FORÇA GUERREIROS, DE SEU IRMÃO TAPUYA OPKRIEKA XUKURU DO ORORUBA!!!

    ResponderExcluir
  2. Meus amados irmãos, chegou a hora de nós nos pronunciarmos como a ressurreição prometida de nossas tribos. Quando nós fomos mortos e assassinados durante o "Descobrimento", nós juramos que voltaríamos sairíamos das pedras, da terra. Pois bem, aqui estamos nós. É tempo de magia, é tempo de enterrarmos as nossas lanças em cada praia do litoral e dizermos: "DESCOBRIMENTOS NUNCA MAIS".Precisamos chamar as florestas de volta, enchermos tudo de árvores frutíferas, animais de todas as espécies e também cantarmos a canção do Mar.

    ResponderExcluir