Total de visualizações de página

terça-feira, 16 de outubro de 2012

EVENTOS DOS MESES DE OUTUBRO E NOVEMBRO DE 2012

Seguem os eventos, em ordem cronológica, que ocorrerão neste mês de outubro e no mês de novembro, no Rio Grande do Norte.
 
I ENCONTRO DE JOVENS INDÍGENAS DO RIO GRANDE DO NORTE (DIAS 17, 18 e 19 DE OUTUBRO)

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO
 
17/Outubro - quarta

Tarde - Chegada
19:00 - Jantar

18/Outubro – quinta
7:00h – Café da manhã
8:00h - Boas vindas
8:10h - Roda de Apresentação por comunidade
8:30h - Esclarecimentos sobre o processo de organização desse Encontro – Tayse Potiguara, coord. da Microrregional da Apoinme no RN
8:50h – Leitura da Programação e Acordos de Convivência – Rafael, liderança jovem da comunidade Amarelão
9:00h - Mesa Temática: Organização, Participação Social e Autonomia dos Jovens Indígenas do RN
- Importância da participação dos Jovens no Movimento Indígena – Tayse Michelle Campos, coordenadora da Microrregional da Apoinme no RN
- Afirmação da identidade indígena – Luiz Soares, liderança indígena da comunidade Catu, representante titular no Comitê Regional da Coordenação Regional Nordeste II da FUNAI
- Jovens Indígenas do RN – Atuação no Movimento Indígena do Estado – Vandré Arcanjo, jovem indígena do Catu
- Organização social e autonomia - Francinaldo Potiguara/OJIP-PB
- Mulher Indígena no RN – Valda Arcanjo, coordenadora de Mulheres Apoinme no RN
- Estatuto da Criança e do Adolescente – MPF/RN
10:30h – Lanche
10:45h - Debate
12:00 – Almoço
14:00 – Mesa Temática: Políticas Públicas
- Direitos dos Jovens, Políticas de Segurança e Inclusão social – Ádna Lígia, CODEM/SEJUC
- Políticas Públicas para os Jovens – Subsecretário da Juventude/SEJUC-Governo do RN
- Políticas Públicas para os Jovens Indígenas – Representante da COGER/CGPDS-FUNAI/DF
- Educação Indígena: políticas de inclusão no Ensino Superior – Célia, CTL/FUNAI/PB
- PRONAF Jovem – Representante da DFDA/RN
- Saúde: acesso à politicas de prevenção – Secretaria Estadual de Saúde do RN
- Esporte e Lazer – Secretaria Estadual de Esporte e Lazer do RN
16:00h – Lanche
16:15h - Debate
18:00h – Encerramento
18:30h – Jantar
19:00h - Noite Cultural na comunidade Amarelão
19/Outubro – sexta

7h – Café da manhã

8h - Trabalhos em Grupo (com definição das prioridades e estratégias)
Grupo 1 – Educação
Grupo 2 – Saúde Indígena
Grupo 3 – Esporte e Lazer
Grupo 4 – Terra, Território e Etnodesenvolvimento
Grupo 5 – Organização e Participação Social

10h - Apresentação dos resultados dos trabalhos de grupos
11h - Debate
12h – Almoço
13:30h – Encaminhamentos
14h - Leitura e aprovação do documento final
14:20h – Avaliação do Encontro
14:40h – Ritual de encerramento
15h – Lanche e encerramento
 
I FEIRA ANARQUISTA EM NATAL (20/10/2012)
 
 
 
PROGRAMAÇÃO DO EVENTO:
 
- 10 horas: Roda de conversa sobre anarquismo
- 14 horas: Início da feira
- 16 horas: Oficina de confecção artesanal de livros com Marina Knup / SP
- 18 horas: Mostra de filmes e apresentação da banda Tapuia do Ganzá.
 
ADJUNTO DE JUREMA NA MATA SAGRADA DA ALDEIA KATU (03/11/2012)
 
 
- Por volta das 15 horas: Encontro na Aldeia Katu, com os membros do Terreiro Tupinambá
- Caminhada ecológica em direção ao Rio Katu
- Organização do Sagrado Adjunto de Jurema
- Acampamento às margens do Rio Katu
- Retorno: domingo pela manhã.
 
Espero que todos os eventos ocorram bem, com muita paz, amor e tranquilidade.
 
Comentários sobre os encontros indígenas:
 
Fico muito feliz em perceber que os indígenas do Rio Grande do Norte estão cada vez mais organizados e que a cada dia novos parentes encontram forças e coragem para assumir suas identidades (como é o caso dos Tapuy'ya Tapará, de Macaíba; e dos Potiguara da Aldeia Trabanda, de Baía Formosa, praia do Saji - ambas as comunidades localizadas no litoral sul do RN).
 
Acredito que mais importante que a opinião de antropólogos e historiadores sobre o "ser ou não ser indígena" de uma comunidade, é a vivência e a história de cada uma das comunidades - nesse sentido, a autodescoberta e a etnogênese independente talvez sejam mais ricas, culturalmente falando, do que a descoberta e classificação por parte de indivíduos externos ao grupo, que simplesmente consideram as comunidades como "objetos de estudo" e muitas vezes forçam a barra dos caboclos, atribuindo-lhes características que em realidade não lhes pertencem.
 
Infelizmente só terei como participar do evento na Aldeia Katu (sábado, 03 de novembro). Não consegui licença da escola em que trabalho para participar do evento em João Câmara. Mesmo assim, meu pensamento e meu coração estarão com os caboclos, como sempre estiveram.
 
Comentários sobre a Feira Anarquista
 
Eis um evento que deveria ocorrer há tempos, na capital do Rio Grande do Norte e em outros municípios. Uma ocasião em que os indivíduos anarquistas poderão apresentar suas produções artísticas e intelectuais e - o que considero mais importante - um dos poucos momentos de possível confraternização nos quais muitos libertários se encontram.
 
Só uma leve correção: Tapuy'ya do Ganzá é um embolador de côco que, junto com Diego Akanguaçu, de vez em quando se aventura em uns improvisos por aí. Também não consegui licença da escola em que trabalho (sábado dia 20 de outubro, teremos aula de campo em Canguaretama, durante os dois turnos). Por isso, farei o possível para chegar antes da feira ter terminado. Vida de operário...
 
Grande abraço do Tapuy'ya do Ganzá!!! Saúde e Anarquia!!! Que a Jurema Santa e Sagrada encha a todos e todas com Paz, Saúde, Amor e Sabedoria!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário