Total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

VISITA À ALDEIA AMARELÃO (JOÃO CÂMARA / RN); DIA NACIONAL DA UMBANDA EM NATAL / RN...

VISITA À ALDEIA AMARELÃO (JOÃO CÂMARA / RN)
 
Ontem (18/11) visitamos a Aldeia Amarelão. Fomos eu e dois grandes irmãos: o antropólogo Wagner e médico peruano Cristobal. Cristobal pretendia conhecer os parentes Potiguara do Rio Grande do Norte, assim como visitar lugares especiais - sagrados - protegidos pela Mãe Natureza e salvaguardado por alguns índios. Fomos, então, ao Amarelão.
 
Ao chegarmos recebemos a notícia de que uma das mais antigas indígenas da comunidade havia falecido. Dona Celestina Justino, conhecida por Dona Nanuca, passou aos Planos de Luz às 7:00 horas da manhã. Viveu na Terra 106 anos! Segundo Tayse (uma das líderes da Aldeia), dona Nanuca foi mãe de 9 filhos, avó de "mais de 40 netos, mais de 50 bisnetos e 7 tetranetos". Eis um personagem que nem o Amarelão nem os demais indígenas do Rio Grande do Norte deverão esquecer.
 
 
Por volta das 13 horas, iniciamos a caminhada com a professora Tayse Campos. Visitamos a "Pedra das Letras" - um lugar sagrado, com inscrições rupestres pré-históricas. Desde o ano passado, membros da comunidade consultaram órgãos como IPHAN e IBAMA em busca de orientação e apoio para tentar preservar, oficialmente, a região, cercada por árvores sagradas e marcada por pinturas ancestrais. Entretanto, nenhum órgão estatal até hoje se pronunciou.
 
 

Cristobal é médico holístico. Seu tratamento não se resume a combater os sintomas das doenças. Mais que isso, procura identificar e sanar as causas físicas, morais, mentais e espirituais dos males humanos. Sua terapia é ancestral e, por isso, imortal. Os medicamentos que aplica são naturais. Enquanto a medicina "oficial" escraviza os seres humanos (a indústria farmacêutica lucra milhões e milhões deixando o homem dependente de compostos químicos que, em grande parte dos casos, retiram um mal e geram outro), a Medicina Ancestral é superior - visto buscar mais que o fim dos males físicos, mas levar as pessoas a compreenderem suas posições, seus lugares, no Cosmos, despertando-lhes o censo de responsabilidade e Amor para com a Natureza e todos os seres visíveis e invisíveis.
 
COMEMORAÇÃO DO DIA NACIONAL DA UMBANDA EM NATAL E SÃO GONÇALO DO AMARANTE (RN)
 

O dia 15 de novembro foi, neste ano de 2012, oficialmente declarado, pelo governo brasileiro, o Dia Nacional da Umbanda. Em meio a tanta desordem, violência e imoralidade perpetradas pelo Estado, finalmente uma boa notícia! Estamos em uma época complicada, na qual organizações supostamente cristãs (principalmente empresas protestantes travestidas de igrejas) se envolvem na política nacional visando alterar a Constituição, dominar a sociedade brasileira e implantar uma Teocracia no país. Abertamente, os cultos de origem indígena e africana são depreciados e deturpados, tanto via cultos quanto via imprensa gospel escrita e televisionada. Missionários protestantes queimam ocas, tentam coibir os antigos rituais e as sagradas pajelanças, terreiros invadidos e depredados, etc. Em meio a este caos, um dia para celebrar nacionalmente a Umbanda veio em boa hora.
 
 
A UMBANDA, essa religião que nasceu no Brasil oficialmente em 1908; a Umbanda, que teve como primeiro porta-voz o médium Zélio Fernandino de Moraes (nascido em São Gonçalo / RJ, em 10 de abril de 1891 e retornarnado aos Planos de Luz em 03 de outubro de 1975); a Umbanda, uma Tradição que realiza uma verdadeira síntese de outros cultos e religiões originários dos índios brasileiros, de africanos, europeus e orientais (portanto, mais que brasileira, a Umbanda é Universal) - foi comemorada em Natal / RN, na praça Padre João Maria, onde membros de diversos terreiros se reuniram para festejá-la. Em São Gonçalo do Amarante / RN, também nos reunimos na "Oka do Juremá", embora em grupo menor, para festejar a data.
 
Por falar nisso, em 01 de dezembro de 2012 às 13 horas, estarei realizando na citada Oka uma palestra com exposição sobre os cultos à Jurema no litoral do Rio Grande do Norte. Apresentarei aos que participarem do encontro uma síntese de minha pesquisa de quase oito anos contínuos sobre espiritualidade indígena e Catimbó-Jurema em nosso estado. Estarei apresentando, também, alguns instrumentos utilizados nesses cultos e estarei vendendo alguns exemplares do livro "Espiritualidade Indígena e Culto à Jurema no Litoral do Rio Grande do Norte".
 
Grande abraço do Tapuy'ya e até breve! Que Deus todo poderoso e a Jurema Santa e Sagrada te tragam muita Saúde, Paz, Fé e SABEDORIA!

2 comentários:

  1. Show de bola seu trabalho, Rômulo.

    Admiro e quero sempre que possível participar.
    Sinto que algo se achou em mim depois daquela trilha ao Catu. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de um tratamento espiritual gostaria de saber como chegar ate ai qual o endereço

    ResponderExcluir