Total de visualizações de página

domingo, 28 de agosto de 2011

HOMENAGEM A FELIPE CAMARÃO

No dia 24 de agosto (dia em que faleceu o Índio Poty, em 1648), na capital do Rio Grande do Norte, ocorreram eventos em homenagem ao grande guerreiro Felipe Camarão.

Na rua Felipe Camarão - Cidade Alta -, por volta das 9:30 da manhã, o Centro de Estudos Indígenas do RN e os alunos do grupo de Toré e Cultura Indígena da Escola Irmã Arcângela (bairro do Igapó, pátria do Índio Poty) iniciaram as atividades realizando um cortejo em homenagem ao grande herói Potiguara.


Após o cortejo, com a chegada de membros da comunidade indígena Mendonça do Amarelão (João Câmara / RN), em frente às lojas Poty Livros, foi a vez de apresentarmos nossa dança sagrada - o Toré - reunindo Igapó e Amarelão.

Iniciamos e encerramos o Toré com uma linha de Catimbó coletada por Mário de Andrade, na décade de 1920, nós catimbós da Cidade do Natal, que é mais ou menos essa:


Dão Felipe de Arcoverde Camarão,

Camarão Pitú-Assú!

Camarão é vingador! ... Camarão é vencedor! ... Camarão sanguinador!


Parentes do Índio Poty, como Clara Camarão e Eudenice Camarão; membros da FUNAI e da Fundação José Augusto; políticos e imprensa local assistiram e discuraram no evento. Após o Toré, foram entregues cerca de 2.000 assinaturas a um representante da deputada Fátima Bezerra, através das quais pedimos que o nome de Felipe Camarão seja inscrito no Livro dos Heróis Nacionais. Aproveitando a ocasião, a Poty Livros presenteou a comunidade Mendonça do Amarelão com livros sobre diversos assuntos.


No final da tarde, a partir das 17:30, novo encontro ocorreu no auditório da Poty Livros do Praia Shopping, desta estando presente um representante da Brigada Felipe Camarão. Várias atividades foram articuladas, dentre as quais podem ser citadas a publicação de um livro com textos antigos sobre Felipe Camarão e a construção de uma estátua do guerreiro potiguara no bairro do Igapó.

Um comentário:

  1. Parabéns ao Prof.Alcides pelo seu empenho nesta luta de reconhecimento do nosso FELIPE CAMARÃO como herói brasileiro.
    Eudenice e Cristina Camarão

    ResponderExcluir